Governo da Bahia
iG
Notícias

Sérgio Soares tinha palavra do presidente para não sair

Desde a primeira semana deste mês de outubro que o técnico Sérgio Soares já faz parte do passado do Bahia

16/10/2015 - 10:35

Desde a primeira semana deste mês de outubro que o técnico Sérgio Soares já faz parte do passado do Bahia. Ontem reapareceu na mídia ao participar de um programa da Rede Bandeirantes de Televisão, canal fechado. O ex-treinador do Tricolor baiano se queixou da impaciência da torcida, e da sua falta de experiência em não ter colocado no papel, em contrato, o pagamento de uma multa rescisória por deixar o clube antes do final do ano.

“Não houve paciência, se entendeu que a equipe, mesmo faltando oito jogos, não teria condições de chegar sob o meu comando, eu não vejo assim. Aí houve a troca, eu respeito muito o presidente, mas disse a ele, dentro de uma reunião, e vou externar aqui sem problema. Quando eu fui procurado por alguns clubes, como o Goiás, eu disse a ele que ficaria, mas queria a garantia de que iria terminar o trabalho”, disse Sérgio Soares, fazendo questão que não tem mágoas do Tricolor baiano.

“Deveria ter mandando dobrar a minha multa, ali ele faria, e hoje sairia com ele pagando um preço por uma pressão externa. Pagaria e ficaria tranquilamente. Mas não tenho nenhuma mágoa do Bahia, tive um prazer imenso em trabalhar no Bahia e espero que eles consigam tudo que foi planejado no início da temporada”.

“Na verdade a equipe teve uma queda de rendimento, do desgaste da temporada. Aí houve uma pressão por parte de alguns torcedores pedindo a minha saída por conta dessa queda de rendimento, o que é natural, a gente estava procurando achar soluções dentro do elenco para reativar esse bom momento, e o time começou a ter consistência”.
 

Últimas Notícias