Governo da Bahia
iG
Notícias

Polícia dá dicas para baianos e turistas curtirem a Lavagem do Bonfim

A Polícia Civil recomenda ainda que documentos encontrados no circuito do desfile devem ser entregues a guarnições da PM, na 3ª Delegacia Territorial (Bonfim) ou nos postos montados na Conceição da Praia e na Colina Sagrada

Da Redação | 11/01/2017 - 12:35

Quem, na quinta-feira (12), for até a Cidade Baixa para cultuar os festejos em homenagem a Senhor do Bonfim, além de contar com 1.700 servidores das forças de segurança estaduais desempenhando ações ostensivas e investigativas, poderá se precaver levando em considerações algumas dicas.

Nos oito 8 quilômetros do percurso e nas principais vias de acesso para a festa, a Polícia Militar recomenda não levar equipamento pontiagudos (alicates, tesouras, dentre outros), além de bolsas e mochilas. Nas abordagens promovidas a transeuntes, veículos e ônibus, todos esses itens serão buscados.

A Polícia Civil ressalta que portar documento com foto é fundamental. Havendo necessidade, as equipes farão, através de smartphones e dos postos, consultas aos bancos de dados criminais, com intuito de checar se a pessoa tem passagem pela polícia ou possui mandado de prisão em aberto. Caberá aos adultos, que decidirem levar crianças, ter disponível a documentação mínima do menor.

A PC recomenda ainda que documentos encontrados no circuito do desfile devem ser entregues a guarnições da PM, na 3ª Delegacia Territorial (Bonfim) ou nos postos montados na Conceição da Praia e na Colina Sagrada.

Já o Corpo de Bombeiros destaca a necessidade de reforço na hidratação, antes e durante o trajeto, além de cuidado com a alimentação e vestuário para enfrentar a longa caminhada. “As mulheres devem optar pelas roupas leves e sapatos confortáveis”, recomendou o comandante do 3º Grupamento de Bombeiros Militar (Iguatemi), major Ramón Diego.

Ele disse ainda que também é importante estar atento ao ambiente do percurso. “Bueiros abertos e pedras soltas na calçada podem provocar torções e quedas, ocasionando traumas. Para evitar esses problemas, deve-se observar o chão durante a caminhada”, salientou. Ramón lembrou ainda que as crianças podem não suportar a longa exposição a altas temperaturas e não devem ser conduzidas nos ombros. 

Últimas Notícias